Espaço criado com o objetivo de discutir estratégias e ferramentas que viabilizem a gestão das mídias no ambiente escolar, em suas dimensões pedagógica, administrativa e tecnológica.

Páginas

sábado, 14 de agosto de 2010

Gestão e integração das Tecnologias e Mídias na Educação

A leitura e a reflexão sobre os textos de autoria de José Manuel Moran, “Gestão inovadora da escola com tecnologias” (unidade 1) e Maria Elisabette Brisola Brito Prado, “Integração de Mídias e a Reconstrução da Prática Pedagógica (unidade 2) nos remete a importância da utilização da tecnologia no processo de gestão administrativa e pedagógica da escola. Além disso, é possível avaliar a proximidade e a interdependência existente entre ambas, uma vez que para gerenciarmos uma escola de forma satisfatória é necessário fazer uso de estratégias e instrumentos que garantam a excelência no campo administrativo e o êxito na esfera pedagógica.

Porém, mesmo lidando com ambientes e situações adversas, é importante que o gestor detenha competências básicas, que possam suprir as dificuldades organizacionais e estruturais existentes. Sem dúvida, o conhecimento e a utilização dos recursos tecnológicos podem contribuir significativamente no processo de inovação tanto na organização e gestão da escola, quanto na aprendizagem, promovendo mudanças positivas no contexto escolar.

Em seu texto, Moran (p. 2) tenta destacar o uso das tecnologias na gestão administrativa e pedagógica da escola, garantindo que “um diretor, um coordenador tem nas tecnologias, hoje, um apoio indispensável ao gerenciamento das atividades administrativas e pedagógicas”. Assim, ainda segundo o autor, o gestor deve privilegiar a implementação de programas integrados de gestão administrativo-pedagógica, que viabilizam a organização de todas as informações referentes à escola.

Esse novo cenário, no qual temos acesso a uma diversidade cada vez maior de mídias e demais recursos tecnológicos, a serem utilizados na gestão administrativa e pedagógica da escola, nos leva também a constante necessidade de realizarmos novas aprendizagens e de promovermos mudanças em nossas práticas. Nas palavras de prado (p. 6),

A reconstrução da prática requer a sua compreensão e a articulação de novos referenciais pedagógicos que envolvem os conhecimentos das especificidades das mídias, entre outras competências que o paradigma da sociedade atual demanda. Em síntese, o processo de reconstrução do conhecimento e da prática abarca a concepção de aprender a aprender ao longo da vida, numa rede colaborativa que, por sua vez, é viabilizada pela rede tecnológica, integrando as diversas mídias.

É necessário que o gestor assuma uma postura inovadora e desenvolva continuamente um processo de reconstrução da sua prática, que priorize a integração da administração pedagógica e administrativa, otimizando os recursos disponíveis e utilizando-os de forma consciente e autônoma em prol de educação de qualidade para todos.




Fontes:

MORAN, José Manuel. Gestão inovadora da escola com tecnologias

Disponível em http://eproinfo.mec.gov.br/webfolio/Mod85357/GTM_UNID1_gestao_inovadora_OBRIGATORIO.pdf acesso em 28/03/010

PRADO, MARIA ELISABETTE BRISOLA BRITO. Integração de mídias e a reconstrução da prática pedagógica

Disponível em http://eproinfo.mec.gov.br/webfolio/Mod85357/GTM_UNID2_integracao_de_midias.pdf acesso em 28/03/010

Nenhum comentário:

Postar um comentário

:::::::::::Interligue-se Aqui:::::::::::

Postar um comentário